Novaterra: Uma abordagem Sustentável para a Agricultura Mediterrânica

1 Dez 2023

Nas paisagens mediterrânicas, onde a agricultura floresce como uma das principais atividades económicas, surge um desafio urgente: a necessidade de uma abordagem mais sustentável. O projeto NOVATERRA, financiado pela União Europeia, emerge como um caminho visando não apenas preservar, mas também revitalizar os ecossistemas agrícolas. Neste artigo, vamos explorar os objetivos, métodos e potenciais impactos do projeto NOVATERRA para apoiar a agricultura mediterrânica, rumo a um futuro mais sustentável.

daterra

Redução do Impacto Ambiental na Agricultura Mediterrânica

A agricultura mediterrânica, embora vital para a economia regional, tem sido associada a diversos impactos ambientais negativos. O uso intensivo de pesticidas e fertilizantes químicos, aliado a práticas agrícolas tradicionais, tem contribuído para a degradação dos solos, a contaminação da água e a perda de biodiversidade. O projeto NOVATERRA surge como resposta a este desafio, com o objetivo claro de reduzir o impacto ambiental da produção agrícola na região.

Estudos de Caso em Olivais em Vinhas

Uma das vertentes essenciais do projeto NOVATERRA é a realização de estudos de caso em olivais e vinhas mediterrânicas. Estes estudos visam avaliar a viabilidade de reduzir ou mesmo eliminar o uso de pesticidas, sem comprometer os rendimentos ou a qualidade dos produtos agrícolas. Esta abordagem baseia-se na adoção de práticas agrícolas mais sustentáveis e na integração de soluções inovadoras.

Soluções Sustentáveis Propostas pelo Projeto

O projeto NOVATERRA adota uma abordagem multifacetada, explorando diversas soluções sustentáveis para a agricultura mediterrânica. Entre as principais soluções propostas, destacam-se:

  • Biopesticidas: alternativas de origem natural para a proteção das plantas, que oferecem uma abordagem menos prejudicial para o ambiente e para a saúde humana.
  • Agricultura inteligente: a integração de tecnologias digitais, como sensores e análise de dados, para otimizar os processos agrícolas, aumentar a eficiência e reduzir o desperdício.
  • Robótica agrícola: a utilização de robôs e sistemas automatizados para realizar tarefas agrícolas, como a aplicação precisa de produtos fitofarmacêuticos, minimizando o uso desnecessário e o desperdício.
  • Gestão sustentável do solo: práticas agrícolas que promovem a saúde do solo, como a rotação de culturas, o uso de cobertos vegetais e a minimização da compactação do solo, visando a preservação da fertilidade e a biodiversidade do solo.
  • Promoção da biodiversidade funcional: reconhecendo a importância da biodiversidade para os ecossistemas agrícolas, o projeto NOVATERRA promove a diversificação das culturas e a criação de habitats propícios para organismos benéficos, como polinizadores e predadores naturais de pragas.

Conclusão

O projeto NOVATERRA representa uma esperança renovada para a agricultura mediterrânica, oferecendo soluções inovadoras e sustentáveis para os desafios ambientais e socioeconómicos enfrentados pela região. Ao adotar uma abordagem integrada e colaborativa, o projeto visa não apenas mitigar os impactos negativos da produção agrícola, mas também promover a resiliência dos ecossistemas e a prosperidade das comunidades rurais. Para acompanhar o progresso do projeto e descobrir mais sobre as últimas novidades, visite o website do projeto NOVATERRA e explore os recursos disponíveis.

Divulgamos conhecimento!